sábado, 26 de setembro de 2015

Comunismo não é o final, islã também não, NÃO TEMAM! A Transição é longa! Eles estão acelerados com os planos - mas é tudo transição para algo maior. é o final!

NÃO TEMAM! A Transição é longa! 24 de Setembro de 2015.
Eles estão acelerados com os planos - mas é tudo transição para algo maior. Eles nos mandaram tudo que poderíamos ter que lutar para evitar que modifiquem, sim porque a modificação é para pior - e sim porque eles querem mudanças quebrando o que nos dá um pouco mais de segurança (mesmo que seja uma falsa segurança.
Então mandaram o casamento gay - mas não de uma forma que pudéssemos aceitar normalmente, mas sim atacando muitas pessoas, religião crista, família etc. Poderiam ter criado um jeito lindo de gays casarem sem ter que atacar a uma religião - se entramos para um clube, temos que seguir as regras do clube para sermos membros, não tem como forçarmos outras, se não gostamos temos que procurar outro clube, certo? como puderam então obrigar a religião crista casar pessoas que nem mesmo acreditam no que ela prega e nem segue suas regras? para atacar a sociedade, as pessoas, para causar conflitos.
Colocaram os gays contra os héteros, contra as religiões, dividiram a todos, rotularam - e os gays da massa se alegraram pois parecia que enfim o sistema os reconhecia e daria a eles todo o direito aos seus prazeres etc. Mas, eles também não querem os gays para sempre. Os gays lideres desses movimentos, são marionetes e com elas nada acontecerá até que os planos se completem, mas com os gays da massa que acreditaram em tudo isso, sem analisar bem a situação, as coisas podem se tornar difíceis nas próximas fases dos planos(do jogo). Gente não tenha medo, eles vão nos mandar muito mais coisas ainda, o medo que sentimos nos torna fracos e não conseguimos modificar os planos deles.Agora é a vez do islã - islã e homossexualidade não combinam, então vocês podem perceber que eles usam tudo e todos. Mas, será que eles querem o islã para sempre? NÃO...não querem, assim como não querem dar aos gays de verdade os direitos aos prazeres e tudo que eles pensam que precisam, pois direitos iguais como cidadãos eles já tinham . Quanto ao islã, eu não sei por quanto tempo eles vão deixar os islã mostrar suas garras, mas antes do islã eles estão deixando comunismo em países como Brasil e tantos outros. Nos países ricos que não precisaram os comunismo eles darão outras coisas, ou diretamente o islã, como no caso da Alemanha.
Mas, olhando lá para trás, de tudo que dizem ser a historia, mesmo que sabemos que ela seja mentirosa, são eles que a fazem para poder completar a linha do tempo e fazer com que o jogo deles possa ter sentido
Portanto, eles diziam que pretendiam fazer uma única religião, misturando todas elas, presumimos que o islã ainda não é o final , o comunismo ainda não é o final do que eles querem, nada ainda do que estamos vendo acontecer é o que eles planejaram para o final - o final é algo muito maior...e isso só vai acontecer através da quebra de toda a ordem que conhecemos, pois para eles, que seguem o jogo e no jogo tem símbolos, tem regras, rituais e muito mais que desconhecemos ou não entendemos, em tudo isso do jogo deles a destruição é importante.
Ainda que nós - do bem, sabemos que não precisa destruir para se construir.
PORTANTO estamos passando por fases, por uma TRANSIÇÃO.
Temos que aprender a jogar e só vamos conseguir se pudermos mudar as nossas percepções sobre a vida - imagine-se dentro de um jogo, comece a pensar como isso, esqueça toda a divindade, toda a beleza da naturalidade do primeiro programa, que éramos para estar aqui e vivenciar coisas lindas e naturais.
O natural dos acontecimentos é controlado, manipulado, forjado.
Mas nessa nova fase com o islã, muitas almas vão sofrer!
Com o comunismo muitas sofreram e saíram do jogo como pecas derrubadas facilmente, pois que não conseguiu detectar que estava dentro de um jogo, tinha que identificar as fases e tentar ultrapassá-las vivas e com dignidade, porque somos do bem, não conseguimos nada tentando ser maus.
Evitem sentir medo, evitem sentir-se desesperados, abandonados, sem forcas. A nossa forca interior e a presença da certeza dentro de nós de que podemos e sabemos que podemos, muda muito.
Estamos sendo obrigados a vivenciar todas as fases do jogo - agora está na vez da fase - Islã . isso significa mortes, torturas, muita gente vai apanhar, vai ser humilhado, tratado com desprezo, mortos, espancados, convertidos, iludido - até a outra fase do jogo.
Percebam as fases...analisem-nas.
Abraços
Jetztdiewahrheit
foto tirada de: http://vansmarketinggroup.com/…/uplo…/2014/01/Add-text-1.png

quinta-feira, 24 de setembro de 2015

O que significa a lua e a estrela do islã, o que está dentro da Pedra de Meca? Por que o nome de Allah? saiba o que escondem!

FrederickeFredericka de Paula
20 h ·

Descubra o que significa de verdade os símbolos do Islã - Lua a estrela. O que é o Cubo de Meca que eles são obrigados a visitar uma vez na vida. Veja como Maomé - Mohamed junto partes de seitas antigas da cidade anterior "allat " e deu o nome do Deus "Allah". Mesmo que você não seja religioso, essas informações sobre os símbolos você encontra também em sites de historiadores...busque, investigue, analise... (jetztdiewahrheit)

A verdadeira face do islã. religião ou seita de fanáticos?

nem preciso comentar, ele comentou pra mim: Fabio Jose Dos Reis Reis comentou sobre a religiao islamica.
Esqueceu que não existe respeito ao próximo, não existe respeito pelo sexo feminino; não existe amor fraterno; não existe decencia(prega a pedofilia); não existe amizade; não existe apreço; não existe consideração..... mas existe ódio, falsidade, terrorismo, crimes, discórdia, desamor, maldição, intrigas, traição, destruição das pessoas....... essa raça é tão boa que maam seus parentes, irmãos conjugues, filhos, amigos a troco de uma loucura que um debiloide escreveu para oprimir...... é só olhar a fuga deles para a europa e o ocidente.......... e o pior é que esses elementos são bem recebidos nesses lugares, são cuidados, apoiados e depois, quando estão bem, felizes, longe das arocidades a que foram submetidos em sua terra natal, querem impor essa porcaria nos paises que os recebem de braços abertos........

A ENTRADA INDISCRIMINADA DE REFUGIADOS NO BRASIL DEVE SER EVITADA - Bolsonaro

A ENTRADA INDISCRIMINADA DE REFUGIADOS NO BRASIL DEVE SER EVITADA
A Europa está sedenta para redirecionar os milhares de imigrantes que lá diariamente adentram.
Dilma Rousseff ao abrir nossas fronteiras, sem controle, estará importando problemas para todos nós.

0:20/2:34

787.664 visualizações
Jair Messias Bolsonaro carregou um novo vídeo.

A ENTRADA INDISCRIMINADA DE REFUGIADOS NO BRASIL DEVE SER EVITADAA Europa está sedenta para redirecionar os milhares de imigrantes que lá diariamente adentram.Dilma Rousseff ao abrir nossas fronteiras, sem controle, estará importando problemas para todos nós. Assista ao vídeo 2’34”abaixo:
Posted by Jair Messias Bolsonaro on Quarta, 23 de setembro de 2015
https://www.facebook.com/jairmessias.bolsonaro/videos/539628722852785/

Varsóvia NÃO quer os árabes, dizem os poloneses nas ruas. Video

Varsóvia NÃO quer os árabes, dizem os poloneses nas ruas.


Varšava nechce ARABY! Warsaw respect !!!!
Posted by Evropa - Evropanům on Quarta, 23 de setembro de 2015

 https://www.facebook.com/844314728955238/videos/882844088435635/?pnref=story

O islã não é uma raça, portanto se alguém disser que você é racista porque não aceita o islã, responda isso. Islã não é religião

ATENÇÃO!!!! O islã não é uma raça, portanto se alguém disser que você é racista porque não aceita o islã, responda isso. Islã não é religião - islã é autoritária doutrina política. Qualquer doutrina política que chama para a morte aqueles que não acredita nela, não é religião. Islã não é religião, é um culto que glorifica a Morte.

Até Putin está do lado dos Muçulmanos. Uma grande mesquita será aberta e Putin disse que o islã é uma religião tradicional russa

Até Putin está do lado dos Muçulmanos. Uma grande mesquita será aberta e Putin disse que o islã é uma religião tradicional russa - pode? Angela Merkel também disse que o isla pertence a Alemanha, sendo que o país é cristao....todos vendidos pra realizar os planos da agenda da elite globalista - aliás estao indo de vento em popa.


 Juma-Moschee.http://www.welt.de/politik/ausland/article146762739/Putin-nennt-Islam-traditionelle-russische-Religion.html

Jornalista Alemão afirma que a "crise de imigrantes" é uma indústria que rende muito dinheiro aos jornalistas, aos políticos que gerem os "campos de refugiados", e para a indústria farmacêutica

Jornalista Alemão afirma que a "crise de imigrantes" é uma indústria que rende muito dinheiro aos jornalistas, aos políticos que gerem os "campos de refugiados", e, como sempre, à vampirizadora indústria farmacêutica. (Lucas)
 http://whitegenocideproject.com/german-journalist-goes-into-hiding-after-saying-refugee-crisis-is-a-money-making-industry/

Politicians and the media are making money from illegal immigrants an asylum seekers, says Udo Ulfkotte, a journalist famous for publishing a magazine called “Whistleblower”, which reports the news mainstream media doesn’t.
Ulfkotte told RT that he’salways laughing” when people say “profit is on the side of people smugglers… people, who rent houses, the landlords.
He said that in Germany, political parties make money because they “themselves run refugee camps.
He also said “Journalists are getting paid for nice stories about refugees. They get money; they get donations; they get prizes for good stories to open the pockets of the people.
He also said that another group which is making money is the drug industry.
The pharma industry in Europe estimates an additional sale just regarding hepatitis C of about €13 billion for the next [couple of] years because they have to treat those guys. If you have hepatitis C and you come from a country like Syria and Afghanistan, you’re taking every day the value of an iPhone and that for years… on tablets. That’s a big profit. Nobody talks about that. And somebody has to pay for it.
Why is Europe the place of the world that should take all those people?…Why are the Middle Eastern countries, rich countries, neighboring countries like Saudi Arabia, rich Kuwaitis, Bahrainis – they ( the refugees) have their culture, they have their beliefs – they close the doors?…Why do they all say: ‘Please, just go to Europe?” he asked.
Since writing a book about this, he has received death threats “especially people from the Muslim community” and has been forced to go into hiding.
Any detective will tell you to follow the money. So where exactly do the politicians and the media get their money from?
Well, there are a lot of rich people behind the scenes of politics who would like to see White people reduced to a tiny minority in our own countries.
This White Genocide agenda is carried out by anti-Whites who are using their power, money, and influence to open the borders and “diversify” all the White areas.

Os direitos Humanos e o Islão. Declaração de Direitos Humanos de 1948

FrederickeFredericka de Paula
6 min ·

Os direitos Humanos e o Islão.
Declaração de Direitos Humanos de 1948
Artigo 1°
Todos os seres humanos nascem livres e iguais em dignidade e em direitos. Dotados de razão e de consciência, devem agir uns para com os outros em espírito de fraternidade.
Comentário do Art 1° Mulheres são inferiores sob a lei islâmica, seu testemunho em um tribunal vale a metade do que vale o de um homem, suas liberdades são reduzidas, elas não podem se casar com homens não muçulmanos.
Artigo 2° Todos os seres humanos podem invocar os direitos e as liberdades proclamados na presente Declaração, sem distinção alguma, nomeadamente de raça, de cor, de sexo, de língua, de religião, de opinião política ou outra, de origem nacional ou social, de fortuna, de nascimento ou de qualquer outra situação.
Comentário do Art 2° Os não muçulmanos que vivem em países islâmicos têm status inferior sob a lei islâmica e não podem testemunhar contra um muçulmano. Na Arábia Saudita, seguindo uma tradição de Maomé que disse: “duas religiões não podem coexistir no país da Arábia”, os não muçulmanos estão proibidos de praticar sua religião, construir igrejas, possuir Bíblias, etc.
Artigo 3° Todo indivíduo tem direito à vida, à liberdade e à segurança pessoal.
Comentário do Art° 3. Os descrentes – ateus (certamente a minoria mais negligenciada na história) não têm “direito de viver” em países muçulmanos. Eles devem ser mortos. Os doutores da lei geralmente dividem os pecados em grandes e pequenos. Dos dezessete pecados mais graves, a descrença é o maior, mais grave que assassinato, roubo, adultério, etc.
Artigo 4° Ninguém será mantido em escravatura ou em servidão; a escravatura e o trato dos escravos, sob todas as formas, são proibidos.
Comentário do Art° 4- A escravidão é reconhecida no Alcorão. Os muçulmanos podem coabitar com qualquer “cativa” (sura 4.3); a eles é permitido possuir mulheres casadas se elas forem escravas (sura 4.28). Esta posição indefesa dos escravos em relação a seus mestres ilustra a posição indefesa dos deuses falsos da Arábia na presença de seu Criador (sura 16.77).
Artigo 5° Ninguém será submetido a tortura nem a penas ou tratamentos cruéis, desumanos ou degradantes.
Comentário do Art°5 – Temos visto quais punições estão reservadas aos transgressores da Sagrada Lei: amputações, crucificação, apedrejamento até a morte e flagelação. Suponho que um muçulmano irá argumentar que esses castigos são sanções divinas que não podem ser julgadas por critérios humanos. Pelos padrões morais humanos, elas são desumanas.
Artigo 6° Todos os indivíduos têm direito ao reconhecimento, em todos os lugares, da sua personalidade jurídica.
Comentário do Art° 6- A noção geral de que uma pessoa possa fazer escolhas e possa ser imputada moralmente não existe no islã, bem como toda a noção de direitos humanos.
Os artigos 7, 8, 9, 10 e 11 lidam com o direito a julgamento justo, que qualquer pessoa acusada de crime tem (por exemplo, artigo 9°: ninguém pode ser arbitrariamente preso, detido ou exilado).
Comentário 1- Como Schacht tem mostrado, sob a Sharia, a consideração da boa fé, justiça e verdade desempenham um papel subordinado. A ideia de culpa criminal é ausente.
Comentário 2- A vingança por um assassinato está oficialmente sancionada, embora uma recompensa em dinheiro também seja possível
Comentário 3- O procedimento sob o Islã dificilmente pode ser julgado imparcial ou justo, pois em matéria de testemunho, o islã revela todo tipo de injustiça. Um não muçulmano não pode testemunhar contra um muçulmano. Por exemplo, um muçulmano pode roubar um não muçulmano em sua casa com impunidade se não houver testemunhas exceto a própria vítima.
As evidências dadas por uma mulher muçulmana são admitidas em circunstâncias muito excepcionais e somente se vier do dobro do número de homens necessários.
O artigo 16 lida com os direitos de casamento dos homens e das mulheres.
Artigo 16° A partir da idade Núbia, o homem e a mulher têm o direito de casar e de constituir família, sem restrição alguma de raça, nacionalidade ou religião. Durante o casamento e na altura da sua dissolução, ambos têm direitos iguais.
2.O casamento não pode ser celebrado sem o livre e pleno consentimento dos futuros esposos.
3.A família é o elemento natural e fundamental da sociedade e tem direito à proteção desta e do Estado.
Comentário- Como veremos em nosso capítulo sobre as mulheres, sob a lei islâmica elas não têm direitos iguais: elas não são livres para casar com quem elas quiserem, os direitos ao divorcio não são iguais.
Artigo 18° Toda a pessoa tem direito à liberdade de pensamento, de consciência e de religião; este direito implica a liberdade de mudar de religião ou de convicção, assim como a liberdade de manifestar a religião ou convicção, sozinho ou em comum, tanto em público como em privado, pelo ensino, pela prática, pelo culto e pelos ritos.
Comentário. É bem claro que, sob a lei islâmica, as pessoas não têm direito a mudar de religião se nascem em uma família muçulmana. Aplicando dois pesos e duas medidas, os muçulmanos ficam bem felizes quando os outros aceitam se converter a sua religião, mas um muçulmano não pode se converter a outra – isto seria apostasia, punida com a morte.
Aqui está como o grande comentarista Baydawi enxerga a matéria: “quem quer que se volte contra suas crenças, aberta ou secretamente, pegue-o e mate-o onde quer que o ache. Não aceite intercessão em seu favor”.
Estatísticas das conversões ao cristianismo, sendo assim apostasias, são difíceis de estabelecer por razões óbvias. Há, contudo, o mito de que é impossível converter fazer um muçulmano deixar sua religião. Ao contrário, temos sim evidência suficiente de que milhares de muçulmanos trocam o Islã pelo Cristianismo, sendo que os casos mais espetaculares, entre outros, são os dos príncipes marroquinos e tunisianos no século dezessete e do monge Constantino o africano. O conde Rudt-Collenberg encontrou evidência na casa dei Catecumeni em Roma sobre a 1,087 conversões entre 1614 e 1798. De acordo com A.T. Willis e outros, entre dois e três milhões de muçulmanos se converteram ao Cristianismo depois do massacre dos comunistas na Indonésia em 1965, descritas no capítulo 5.
Somente na França, nos anos 90, duas ou três centenas de pessoas se convertem ao Cristianismo cada ano. De acordo com Ann E. Mayer, no Egito as conversões tem “ocorrido com uma frequência que irrita os clérigos muçulmanos e para que se mobilizasse a opinião dos muçulmanos conservadores com propostas de decretar uma lei impondo a pena de morte por apostasia”. Ms. Mayer aponta que no passado, muitas mulheres tem sido tentadas a se converter ao islã para melhorar sua situação.
Aqueles que se convertem ao Cristianismo e escolhem ficar em um país muçulmano o fazem sob grande risco pessoal. Os convertidos têm a maioria de seus direitos negados, documentos de identidade são frequentemente recusados, então ele tem dificuldades para deixar o país; seu casamento é declarado nulo e vazio, seus filhos são tomados dele para serem educados como muçulmanos, e seu direito a herança é confiscado. Frequentemente a família tomará conta do caso e assassinará o apóstata. A família, é claro, não é punida.
Artigo 19° Todo o indivíduo tem direito à liberdade de opinião e de expressão, o que implica o direito de não ser inquietado pelas suas opiniões e o de procurar, receber e difundir, sem consideração de fronteiras, informações e ideias por qualquer meio de expressão.
Comentário- Os direitos consagrados nos artigos 18 e 19 tem sido constantemente violado no Irã, Paquistão, Arábia saudita. Em todos esses três países, os direitos dos Bahais, Ahmadi, e minorias xiitas, respectivamente, tem sido negados. Todos esses três países justificam suas ações pela Sharia. Os cristãos nesses países são frequentemente presos sob as acusações de blasfêmia e seus direitos negados. A anistia Internacional descreve o cenário na Arábia Saudita:
Centenas de Cristãos, incluindo mulheres e crianças, têm sido presos nesses últimos três anos, a maioria sem julgamento, somente pelas suas pacíficas expressões de crenças religiosas. A posse de objetos não islâmicos – incluindo Bíblias, rosários, cruzes e quadros de Jesus Cristo – está proibida e tais itens podem ser confiscados. De maneira semelhante, os muçulmanos que são xiitas tem sido perturbados, presos, torturados e em alguns casos, decapitados. Por exemplo, em setembro de 1992 saiq Abdul Karim Malallah foi publicamente decapitado em al-Qatif depois de apostasia convicta e blasfêmia. Sadiq, um muçulmano xiita, foi acusado de atirar pedras em uma estação de polícia, em seguida acusado de contrabandear uma Bíblia para dentro do país. Ele foi mantido em uma solitária onde foi torturado.
A blasfêmia contra Deus e o profeta é punível com a morte sob a lei islâmica. Nos tempos modernos, a lei da blasfêmia tem se tornado uma ferramenta para os governos muçulmanos silenciarem a oposição, ou, como vimos antes, procurar e punir a “heresia”.
O artigo 26° lida com o direito a educação.
Comentário. Outra vez, cabe dizer que certas áreas acadêmicas são negadas às mulheres.
Fica claro que os militantes islâmicos são bem conscientes da incompatibilidade do Islã e a Declaração dos Direitos Humanos, pois tais militantes se encontraram em Paris, em 1981, para fazerem uma Declaração Islâmica dos Direitos Humanos e que retirou todas as liberdades que contradiziam a sharia. Ainda mais preocupante é o fato de que sob pressão de países muçulmanos em 1981, a Declaração das Nações Unidas sobre a eliminação da discriminação religiosa foi revisada e, consequentemente, alteraram a expressão “direito de mudar” de religião por simplesmente “ter uma religião”.
________________________________
Sobre o autor: Ibn Warraq é o pseudônimo de um ex-muçulmano nascido na Índia e criado no Paquistão e na Inglaterra. Famoso pelas suas críticas ao Alcorão e às sociedades islâmicas, Warraq também é fundador do Institute for the Secularisation of Islamic Society (ISIS) que é um instituto que promove a secularização dessas sociedades.

terça-feira, 22 de setembro de 2015

Começaram a vaiar a Merkel como os brasileiros vaiam a Dilma, so falta eles mandarem ela tomar naquele lugar

Começaram a vaiar a Merkel como os brasileiros vaiam a Dilma, só falta eles mandarem ela tomar naquele lugar . Quem acompanha o meu canal do YouTube desde anos atrás, sabe que eu comecei a dizer que eles iriam fazer alguma coisa com a a Alemanha, sutilmente eles começaram a fazer mudanças e eu percebi que estavam preparando caminho...mas eu não conseguia ver ou entender o que eles iriam fazer com a grande Alemanha: como destruir a economia que estava boa, o povo tem educação, um sistema social bom...o que eles iriam fazer com a Alemanha...pronto! agora temos a resposta, a islamização talvez não se complete, ou sim, quem sabe, mas o que creio é que a invasão dos muçulmanos aqui é para trazer o caos, quebrar a economia , implantar a lei marcial, controlar as pessoas e concluir o plano dos globalistas.
Em todos os países algo está acontecendo que favorece o avanço dos planos.Clique no Vídeo acima depois da palavra compartilhou.Jetztdiewahrheit
https://www.facebook.com/plugins/post/async/embed/dialog/?source=6&url=%2FPerigoIslamico%2Fvideos%2Fvb.201214456623539%2F907493215995656%2F%3Ftype%3D1



Merkel vaiada.
Posted by Perigo Islâmico on Segunda, 21 de setembro de 2015

Refugiados de guerra que se preocupam em ganhar mais, não seria mais importante agradecer do que exigir?

"Refugiados" na Suécia manifestam-se porque querem mais apoios do estado! Então mas o objectivo não era fugir da guerra???
‪#‎Refugiados‬ ‪#‎Suécia‬

Refugiados na Áustria fazem greve de fome. Motivo? Pedem 2000€ de subsidio por mês.
Ser refugiado hoje em dia parece ser uma profissão muito be remunerada!
Isto passará na TV? PARTILHEM!

 

Invasão de islâmico na Europa, real Intenção: Provocar o Caos - abrir caminho para Lei Marcial.

Spy chief warns Islamist numbers are growingFrederickeFredericka de Paula via Perigo Islâmico
1 h · Não se deixem enganar: estas forças policiais mais cedo ou mais tarde vão-se voltar contra os Europeus Nativos, tal como o "Patriot Act" está a ser usado para vigiar todos os Americanos.
Qualquer pessoa com dois dedos de testa sabe que nunca se aceita imigração islâmica porque eventualmente os problemas irão aumentar. Mas a elite Europeia aceitou essa imigração/invasão porque com isso pode aumentar a presença policial nas ruas, e justificar a invasão da privacidade em nome da "segurança". Perigo islamico.

Sim, estão abrindo caminho pra lei marcial, isso já foi dito anos atrás, mas as pessoas não deram atenção: querem tirar o direito de ir e vir das pessoas, direito de se expressar, enfim todos os direitos, só o estado terá direitos e poder, seremos escravos.Eles provocam o Caos, depois as pessoas se sentem perdidas com o conflito e problemas e eles posando de bom ou algum deles, vai da a solução, será uma solução ruim, mas como estaremos todos com medo, receosos e aflitos, acharemos até bom. 
Jetztdiewahrheit

 http://www.thelocal.de/20150922/police-raid-berlin-sites-over-links-to-islamic-state

Carlos Martel: Herói da Cristandade e salvador da Europa, evitou a islamizacao na Europa.

FrederickeFredericka de Paula compartilhou a foto de Penso, logo sou católico.
23 h ·


Carlos Martel: Herói da Cristandade e salvador da Europa

Os muçulmanos tinham invadido a Espanha com velocidade fulgurante. Ébrios pelas vitórias atravessaram os Pirineus. Fazendo imenso botim e escravizando as populações chegaram até o coração da França.
 
Em 732 a situação da Europa inspirava as piores apreensões. À anarquia feudal somavam-se as invasões. Pelo Norte, em geral por via marítima e fluvial, os vikings desciam saqueando, incendiando e massacrando cidades e campos.

Da Europa Oriental vinham os saxões e ainda outros povos bárbaros ávidos de sangue e destruição.

A estes temíveis perigos veio se somar um novo inimigo que entrava pelo sul.

Os muçulmanos tinham invadido a Espanha com velocidade fulgurante. Ébrios pelas vitórias atravessaram os Pirineus. Fazendo imenso botim e escravizando as populações chegaram até o coração da França.

A França, a “filha primogênita da Igreja”, por sua vez, era o coração da Cristandade em formação.

Os reis francos, da dinastia merovíngia, encontravam-se em grande decadência e não deram sinais de reação.



Foi então que se acendeu uma nova estrela no firmamento da Cristandade.

Seu nome foi Carlos Martel (688-741), filho do noble Pepino de Herstal, nascido na Valônia, hoje Bélgica.

Carlos Martel desempenhava a função de “prefeito de palácio” do reino franco do Oriente desde 717, e a partir de 731, da totalidade dos três reinos em que se dividiam os francos. De fato, desde essa posição governava o país.

Seu nome encheu-se de glória pela vitória na Batalha de Poitiers (por alguns chamada de Tours) a meio caminho das duas cidades.

Nela, o herói Carlos Martel quebrou o ímpeto muçulmano e por isso é justamente considerado o salvador da Europa face ao expansionismo islâmico.

Da decisiva batalha de Poitiers (732) resta uma crônica árabe, de autor anônimo. Por certo, para o autor tratou-se de um desastre irrecuperável, lembrado com pesar.

O cronista islâmico narra assim o entrechoque bélico:

“Os muçulmanos golpearam os seus inimigos e atravessaram o rio Garonne, assolando o país e levando inúmeros cativos. Aquele exército passou por todos os lugares como uma tempestade devastadora. A prosperidade tornou esses guerreiros insaciáveis.

“Ao cruzarem o rio, Abderrahman arruinou o condado. O conde refugiou-se em sua fortaleza, mas os muçulmanos avançaram contra ele e, entrando à força no castelo, mataram o conde. Para tudo cediam suas cimitarras, que eram ladrões de vidas.

“Todas as regiões do reino dos francos temiam aquele exército terrível, assim, os francos recorreram a seu rei Carlos Martel e lhes contaram sobre a destruição feita pelos cavaleiros muçulmanos, e como subjugaram, ao atravessarem, toda a terra de Narbonne, Toulouse e Bordeaux. Eles também relataram a morte do conde. Então o rei alegrou-os, declarando que iria ajudá-los...

“O rei montou em seu cavalo, e levou um exército que não pode ser contado, e dirigiu-se contra os muçulmanos. Ele os encontrou na grande cidade de Tours.

“Abderrahman e outros cavaleiros prudentes viram a desordem das tropas muçulmanas, que estavam pesadas devido aos espólios de guerra; mas eles não se aventuraram a desagradar os soldados ordenando que eles abandonassem tudo, com exceção de suas armas e cavalos de guerra. Abderrahman confiou no valor dos seus soldados e na boa sorte que estava lhe acompanhando. Mas a falta de disciplina é sempre fatal aos exércitos.

“Assim, Abderrahman e suas hostes atacaram Tours para ainda adquirir mais espólio. Eles lutaram contra esta cidade tão ferozmente que a fúria e a crueldade dos muçulmanos para com os seus habitantes da cidade eram como a fúria e crueldade de tigres raivosos. Eles assaltaram a cidade quase diante dos olhos do exército que veio salvá-la. Era manifesto que Deus iria castigar tais excessos; e a sorte logo virou-se contra os muçulmanos.

“Próximo ao rio Loire, os dois grandes exércitos, de duas línguas e de dois credos, estavam em ordem, um frente ao outro.

“Os corações de Abderrahman, de seus capitães e de seus homens estavam cheios de ira e orgulho, e eles foram os que primeiro começaram a lutar. Os cavaleiros muçulmanos dirigiram-se com ferocidade contra os batalhões dos francos, que resistiram virilmente. Muitos caíram mortos de ambos os lados, até o pôr do sol.

“A noite separou os dois exércitos: mas ao amanhecer os muçulmanos voltaram à batalha. Os cavaleiros logo chegaram, sem muito esforço, no centro do batalhão cristão. Mas muitos dos muçulmanos estavam temerosos pela segurança do espólio que tinham armazenado em suas barracas.

“Um falso grito surgiu nas suas fileiras, alertando que alguns dentre os inimigos estavam saqueando o acampamento; o que levou vários esquadrões da cavalaria muçulmana a voltarem atrás para proteger suas barracas.

“Porém, parecia que eles estavam fugindo dos cristãos e todo o exército muçulmano ficou preocupado.

“E enquanto Abderrahman se esforçava para controlar o tumulto e conduzir os seus homens novamente para a luta, guerreiros francos o cercaram e ele foi perfurado por muitas lanças, de forma que morreu. Então todo o exército muçulmano evadiu-se ante o inimigo e muitos morreram na fuga ...”

“A batalha de Tours, ou Poitiers, como deveria ser chamada, é considerada como uma das batalhas decisivas da história mundial. Ela decidiu que os cristãos, e não os muçulmanos, seriam o poder dominante na Europa. Carlos Martel é celebrado especialmente como o herói dessa batalha”, escreveu John H. Haaren, no livro “Famous Men of the Middle Ages”.

Ainda posteriormente seu neto, Carlos Magno faria uma incursão militar na Espanha e trucidaria as últimas posses islâmicas na França. O território francês foi fonte continuada de cruzados e monges que cooperaram com os reis da Espanha e Portugal para banir o Crescente da península ibérica.

Carlos Martel recebeu do Papa Gregório III o título de Herói da Cristandade. Ele foi sepultado na abadia de Saint Denis de Paris, necrópolis dos reis da França.

(Fonte: Edward Creasy, “Fifteen Decisive Battles of the World”, New York, E. P. Dutton & Co., s/d, p. 168-169; traduzido e adaptado por Profa. Dra. Andréia Cristina Lopes Frazão da Silva (Universidade Federal do Rio de Janeiro - UFRJ), in História Medieval.

Desejaria receber 'Herois medievais' gratuitamente no meu Email

GLÓRIA CRUZADAS CASTELOS CATEDRAIS ORAÇÕES CONTOS CIDADE SIMBOLOS
 http://heroismedievais.blogspot.de/2009/10/carlos-martel-heroi-da-cristandade-e.html

A Mídia comprada mostra-os como refugiados, mas a verdade é que quando você vai até onde eles estão entrando você os vê como turistas passeando, na verdade como pessoas procurando vir pra países com economia

FrederickeFredericka de Paula
16 h · Editado ·

A Mídia mostra-os como refugiados, mas a verdade é que quando você vai até onde eles estão entrando você os vê como turistas passeando, na verdade como pessoas procurando vir pra países com economia estável e ter um padrão de vida melhor, não porque estão fugindo da guerra. A Alemanha não precisa mais dos alemães. Eu sempre dizia que tinha que mudar de nome: Deutschland - significa terra dos alemães, na verdade tem que ser : Turkischland ou Muslimland ou Ausländerland - o último significa terra dos estrangeiros, o segundo terra dos muculmanos e o primeiro terra dos turcos. (Jetztdiewahrheit)
Legenda em inglês.

Pintura de um carro da Rússia, Angela merkel e Obama sendo levados no porta-mala.

Esse carro anda pelas ruas da Rússia assim - Angela Merkel e Obama juntos sendo levados no porta-malas do carro - seria ótimo ver o Obama sendo levado, para qualquer lugar, mas sabemos que eles são apenas marionetes, por trás deles aparece os Rothschild - Rockefeller e outros, mas nem eles também não são os que nos colocam nesse jogo chamado mundo, há outros que nunca aparecem, nunca mesmo e são eles os que deveríamos destruir para acabar de vez com essa circulo vicioso que é o nosso sistema/mundo. jetztdiewahrheit

 https://www.facebook.com/PolitikUndZeitgeschehen/photos/a.816402668475649.1073741828.816400378475878/874412879341294/?type=1

Treinadas desde cedo para matar, nem nas crianças muçulmanas dá pra confiar. A Europa esta cometendo um terrível erro.




 Veja o vídeo abaixo
 Mais um video que mostra a organização e o perigo do Estado Islâmico. Crianças começam cedo os seus treinamentos militares e apenas com um objectivo: matar tudo o que não for muçulmano.#EstadoIslamico #Crianças #Treinamento #ISIS #Terroristashttp://secretstoryblog.pt/video-perturbador-mostra-criancas-do-isis-a-combater-em-jaulas-de-aco/
Posted by Não Queremos o Estado Islâmico em Portugal on Segunda, 21 de setembro de 2015
FrederickeFredericka de Paula
compartilhou o vídeo de Não Queremos o Estado Islâmico em Portugal.
2 h ·
Ou seja, nem nas crianças muçulmanas dá pra confiar. A Europa esta cometendo um terrível erro.

Não Queremos o Estado Islâmico em Portugal carregou um novo vídeo.

Mais um video que mostra a organização e o perigo do Estado Islâmico. Crianças começam cedo os seus treinamentos militares e apenas com um objectivo: matar tudo o que não for muçulmano.
‪#‎EstadoIslamico‬ ‪#‎Crianças‬ ‪#‎Treinamento‬ ‪#‎ISIS‬ ‪#‎Terroristas‬

Terceira Guerra Mundial irá começar pelo Clima, diz cientista.

FrederickeFredericka de Paula compartilhou um link.
2 h ·

Um relatório de ex-militares americanos traz uma nova perspectiva para as consequências das mudanças climáticas: as alterações na natureza do planeta podem aumentar o número e a severidade dos conflitos globais. Isso ocorreria porque várias regiões podem se tornar inabitáveis, e novas rotas comerciais e militares seriam criadas entre os países. O relatório apresentado neste ano explica como temperaturas médias mais altas podem ter implicações para a segurança nacional, e os militares acreditam que ações precisam ser tomadas para evitar um confronto.



Ex-militares trazem nova perspectiva para as consequências da degradação do meio ambiente

De acordo com o site britânico Daily Mail, o documento foi feito pela CNA Advisory Board, um grupo de oficiais aposentados do Exército, da Marinha e da Aeronáutica. Os militares expressaram surpresa que as mudanças climáticas ainda sejam um objeto de controvérsia e polarização de debates. Eles apontam tais fenômenos devem ser amplamente discutidos como um problema que não pode ser deixado para depois.

Em áreas como África, Ásia e Oriente Médio, os impactos da mudança climática já se fazem sentir. Climas extremos causam catástrofes como secas prolongadas e enchentes, que resultam em menos produção de alimentos e imigração populacional. O relatório recomenda que os Estados Unidos tomem a liderança na preparação para as mudanças climáticas. Além disso, também precisam se preparar para potenciais operações militares no Ártico, pois o gelo começa a derreter — fato que podem abrir novas rotas entre os países, como entre Alasca/Rússia, e mudar a forma como os militares se organizam.

Enquanto os cristãos no Oriente Médio estão sendo mortos pelo ISIS e estranhamente pouco se fala sobre isso

Enquanto os cristãos no Oriente Médio estão sendo mortos pelo ISIS e estranhamente pouco se fala sobre isso, a Europa vai abrindo as suas portas para cada vez mais muçulmanos entrarem. Agora Londres tem um candidato muçulmano para a Prefeitura. Dessa forma, a mecânica da revolução silenciosa islâmica é primeiro fazer com que vários muçulmanos passem a morar em outros países cristãos e se alguém criticar a pessoa deve imediatamente ser rotulada de preconceituosa, racista, xenofóbica, intolerante e etc até que cale a sua boca e para os que são otários de num primeiro plano de aceitar os muçulmanos, estes devem ser mui elogiados para que possam exibir por aí a sua medalha de "politicamente correto", ou seja, de tolerante, moderno, amoroso, gentil, democrático, liberal e etc. Depois conforme a quantidade de muçulmanos esta bem grande, os mesmos passam a conseguir cargos públicos aqui e ali conforme os imigrantes muçulmanos passam a ter o direito de votar e de serem votados. É assim que funciona essa campanha pró multiculturalismo, como se isso fosse uma coisa boa, mas na verdade não é.

 https://www.facebook.com/OfficialBritainFirst/videos/879204288891500/

Os muçulmanos matam em nome de Deus e são tratados com tolerancia, Hitler tivesse matado em nome de Deus seria considerado menos demônio e do mal?

O Islã tem um governo ditador ( a religião é política).
Nazismo do Hitler tinha um governo ditador. Os muçulmanos se julgam superiores as pessoas de outras nações religiões. Hitler com seu Nazismo dizia que eram superiores - arianos.
Islã queria a destruição dos judeus.
Hitler queria a destruição dos judeus.
O objetivo da religião islâmica e e era conquistar e dominar o mundo.
O objetivo de Hitler o mesmo, conquistar e dominar o mundo.
Islã já matou mais de 270 milhões de pessoas e ainda estão muitas outras ainda sendo contadas.
Nazismo matou 11 milhões.
O Islã é visto como uma religião da paz na América.
Hitler é visto com um demônio e inimigo da América.
Então, por isso a pergunta, se Hitler tivesse matado em nome de Deus seria considerado menos demônio e do mal?
Jetztdiewahrheit

Líder muçulmano propõe em rede social, criação de imposto sobre o… sexo

photo_29105FrederickeFredericka de Paula compartilhou um link.
2 h ·

Murat Telibekov, líder da União Muçulmana do Cazaquistão, postou em sua pagina no Facebook, uma proposta para a criação de um imposto para o… sexo.
A publicação foi teve grande repercussão pelo RT.com, site russo; e pelo “Rakyat Post”, jornal da Malásia, que dizem que as sugestões do Muçulmano podem ser uma piada… ou não.
A proposta é a seguinte…
Se o sujeito é casado ou um cazaque teria que desembolsar US$ 1 por cada relação sexual. Aos estrangeiros custaria mais. Um casal de turistas, que não seja casado e estiver pelo Cazaquistão, pagaria US$ 2,50 pela saliência.
E ainda…
Gays pagariam ainda mais pelo prazer carnal: US$ 10. O líder muçulmano diz que, caso a proposta seja aceita, uma unidade de polícia especial teria o direito de invadir casas, sem qualquer decisão judicial, para fiscalizar os casais.
Caraaaaaaamba!
As informações são de: O Globo

E se um homem, branco e hétero viajasse para um futuro politicamente correto?

Estamos caminhando pra isso...é engraçado, mas é para refletir não apenas de divertir com o video. Jetztdiewharheit
 
Homem opressor no futuroE se um homem, branco e hétero viajasse para um futuro politicamente correto?Créditos: Ovelhas Voadoras
Posted by O diário de uma Feminazi on Terça, 8 de setembro de 2015


video: 

E se um homem, branco e hétero viajasse para um futuro politicamente correto?

Créditos: Ovelhas Voadoras

 https://www.facebook.com/feminismdiary/videos/1108932479124686/